• Document: DESFLORESTAMENTO DA MATA ATLÂNTICA
  • Size: 7.01 MB
  • Uploaded: 2018-10-16 21:13:37
  • Status: Successfully converted


Some snippets from your converted document:

IFRJ- CAMPUS NILO PEÇANHA – PINHEIRAL DESFLORESTAMENTO DA MATA ATLÂNTICA Profa. Cristiana do Couto Miranda Ecossistema em equilíbrio Serviços funções ambientais Interações meio biótico (organismos vegetais, animais e microorganismos) abiótico (clima, solo, condições de relevo...) Breves histórias de degradação •Revolução industrial e o crescimento econômico a qualquer preço“metas de mercado apenas” •Crescimento populacional exponencial  Atual escala de desflorestamento- Mata Atlântica - Atribuição: diversos ciclos econômicos, expansão das áreas urbanas e industriais (BARBOSA & MANTOVANI,42000) O que sobrou da Mata Atlântica Ciclos econômicos 70% da população • Menos de 7,4% e mesmo assim REMANESCENTES FLORESTAIS ameaçados de extinção. MATA ATLÂNTICA Fonte : SOS Mata Atlântica/INPE (1993), • (SOS Mata AtlântIca, 2008) SOS Mata Atlântica/INPE/ISA (1998), SOS Mata Atlântica/INPE (1999), SNE/CI/Biodiversitas/(1993). Fonte: Reis, 2005 Efeito na paisagem: aumento de borda, diminuição da conectividade, ruptura de fluxos gênicos. Fonte: Reis, 2005 Ritmo do Desmatamento MATA ATLÂNTICA Estado do Rio de Janeiro 1500 98% 97% - Cobertura Florestal Original Ritmo do Desmatamento MATA ATLÂNTICA Estado do Rio de Janeiro 1500 a 1985 3.476.316 ha desmatados em 485 anos Média de 7.167 ha/ano 20,83% - Remanescentes florestais Ritmo do Desmatamento MATA ATLÂNTICA Estado do Rio de Janeiro 180.062 ha desmatados em 15 anos Média de 12.004 ha/ano 19% - Remanescentes florestais (IEF, 2007) 18% da área do Município de Pinheiral correspondem à vegetação secundária e 76% é ocupada por pastagens em diferentes estágios de perturbação (TCE-RJ, 2004), FATORES DE DEGRADAÇÃO Mineração e atividades industriais Práticas 1% inadequadas Superpastejo 28% 35% Outros Agricultura 7% 29% (DIAS E GRIFFTH, 1998) (DIAS E GRIFFTH, 2002) PROCESSO DE DEGRADAÇÃO: FORTE RELAÇÃO COM O HOMEM FATORES DE DEGRADAÇÃO Mineração e atividades industriais Práticas 1% inadequadas Superpastejo 28% 35% Outros Agricultura 7% 29% (DIAS E GRIFFTH, 1998) (DIAS E GRIFFTH, 2002) PROCESSO DE DEGRADAÇÃO: FORTE RELAÇÃO COM O HOMEM Área conservada •Maior diversidade de espécies •Maior estrutura de fauna e flora • Maior número e complexidade das funções • Presença de solo, nutrientes • Alta capacidade de recuperação natural Ecossistema em equilíbrio- maior habilidade de reação sobre distúrbios Área perturbada •Menor diversidade de espécies •Menor estrutura da fauna e flora • Menor número de funções • Processos erosivos • Baixíssima ou ausente capacidade de regeneração natural • Ecossistema perturbado- menor habilidade de reação aos distúrbios DESAFIOS MODERNOS - Entendimento dos processos.. - Processos de degradação?? - Tipos de degradação?? - Como recuperar?? Degradada - sofreu distúrbios intensos, por isso NÃO POSSUI meios de regeneração natural em tempo relacionado à vida humana (KAGEYAMA et al., 1992; CARPANEZZI et al. 1990; Valcarcel & Silva, 2000)`. Carvão/SP Perturbada - Ambientes que sofreram distúrbios naturais ou antrópicos, m

Recently converted files (publicly available):