• Document: Tecnologia dos materiais e equipamentos
  • Size: 18.03 MB
  • Uploaded: 2018-11-14 19:02:44
  • Status: Successfully converted


Some snippets from your converted document:

Tecnologia dos materiais e equipamentos Tecnologia dos materiais e equipamentos Tecnologia dos materiais e equipamentos © SENAI-SP, 2006 Trabalho organizado pela Divisão de Material Didático da Diretoria de Tecnologia Educacional do SENAI- SP Seleção de conteúdos Maria José Carneiro Avancini (CFP – 1.29) Organização Priscila Ferri Revisão Domingos Panzarini (CFP – 1.29) Capa José Joaquim Pecegueiro Escola SENAI “Maria Angelina Vicente de Azevedo Franceschini” Rua Antonio Marcondes, 285 São Paulo - SP CEP 04267-020 Telefax (0XX11) 6591-1005 /2900 E-mail senaiartcouro@sp.senai.br SENAI-SP - INTRANET Tecnologia dos materiais e equipamentos Sumário Couro 7 Tecidos 25 Reforços 33 Sintéticos 37 Linhas e fios 41 Adornos 53 Adesivos 57 Tintas 71 Máquinas 85 Referências 113 SENAI-SP - INTRANET Tecnologia dos materiais e equipamentos SENAI-SP - INTRANET Tecnologia dos materiais e equipamentos Couro Introdução Aqui é apresentada uma visão geral sobre o couro e sua manipulação no ambiente de uma empresa que produz artefatos em que ele entra como matéria-prima. O couro é apresentado como a pele curtida de animais com que se confeccionam bolsas, sapatos, cintos, carteiras, etc. Inicialmente o texto informa sobre a relação entre o couro e a vida do homem. Expõe pontos a respeito da estrutura do couro e das regiões de uma pele - ou couro. Mostra que cada região do couro curtido presta-se à produção de diferentes objetos, dependendo da finalidade que cada um deles tenha. Para isso examina ainda os tipos de pele existentes no mercado, sua classificação, defeitos que possam apresentar e o modo de armazenamento, de modo a não se deteriorar e estar sempre disponível em bom estado de conservação para o processo de produção. Origens e Aplicações A relação entre o homem e a pele de animais é muito antiga. O homem primitivo usava pele de grandes animais para deitar-se nelas, fechar as entradas das cavernas e vestia-se com peles de pequenos animais. Posteriormente, era utilizado para construir carroças, armaduras, escudos e depois, cadeiras, luvas, cintos, calçados. O couro é considerado atualmente a matéria-prima mais nobre utilizada na indústria de calçados. Tem alto custo e certas empresas têm dificuldades para sua aquisição. Por isso e também por causa da tendência da moda e das exigências de venda do mercado, desenvolveram-se tecnologicamente outros tipos de materiais para confecção de calçados, como: laminados sintéticos, misto de couros, tecidos, etc . SENAI-SP - INTRANET 7 Tecnologia dos materiais e equipamentos O couro é uma pele de origem animal, transformada em um material estável e imputrescível através do curtimento, para a confecção de calçados, por exemplo. O produto para curtir – curtente - mais usado é o cromo. É chamado de pele o couro que, mesmo curtido, mantém os pelos ou a lã. Chama-se também de pele a camada que recobre o corpo de animais de pequeno porte, como cabra, porco, rã, etc. O couro bovino também denominado “vacum” é o mais empregado pelas indústrias. Entretanto, tem crescido a procura de couros suíno, caprino, eqüino, ovino e de outras espécies de animais como o jacaré, cobra, avestruz, rã, etc. Em alguns casos, de acordo com utilização do calçado, têm-se usado também materiais alternativos para apliques e adornos como bucho de boi e pés de galinha. Camadas da pele animal A pele é o revestimento externo do corpo dos animais. É formada por várias camadas e exerce ação protetora, além de várias funções fisiológicas, como as de regular temperatura do corpo e mantê-la constante. A pele do animal pode ser dividida em três partes: • Camada superior: epiderme; • Camada interme

Recently converted files (publicly available):