• Document: Ossos. Quadril. EXAME FÍSICO DO MEMBRO INFERIOR Leonardo Griseli
  • Size: 1.8 MB
  • Uploaded: 2019-02-13 23:47:53
  • Status: Successfully converted


Some snippets from your converted document:

EXAME FÍSICO DO MEMBRO INFERIOR Leonardo Griseli Revisão anatômica: O membro inferior tem função de sustentação do peso corporal, locomoção, tem a capacidade de mover-se de um lugar para outro e manter o equilíbrio. Os membros inferiores são conectados ao tronco pelo cíngulo do membro inferior (ossos do quadril e sacro). A base do esqueleto do membro inferior é formado pelos dois ossos do quadril, que são unidos pela sínfise púbica e pelo sacro. O cíngulo do membro inferior e o sacro juntos formam a ​PELVE ÓSSEA​. Os ossos dos membros inferiores podem ser divididos em quatro segmentos: ● Quadril; ● Coxa; ● Perna; ● Pé. Ossos Quadril Cíngulo Pélvico Os dois ossos do quadril são unidos na linha média anterior através da sínfise púbica (articulação do tipo dia-roanfiartrose). Quando esse cíngulo se une ao sacro e cóccix chamamos de pelve ou bacia óssea. Na vida embrionária e fetal ele é dividido em três porções: íleo (porção superior), ísquio (porção inferior) e púbis (porção anterior), que se fundem formando o osso do quadril, que possui quatro bordas (superior, também chamada de crista ilíaca; posterior; anterior e inferior) e duas faces, exopélvica e endopélvica. Na face exopélvica se apresentam a cavidade cotilóide ou acetábulo, o forame obturador (abaixo do acetábulo, obstruído pela membrana obturadora) e a face glútea (acima do acetábulo). Na face endopélvica são encontradas a linha arqueada (vai desde o ângulo póstero-superior ao ângulo antero-inferior, separando o abdômen, acima, da cavidade pélvica, abaixo), a fossa ilíaca (superfície côncava acima da linha arqueada), a tuberosidade ilíaca (superfície rugosa da qual saem ligamentos que conectam o sacro ao osso do quadril) e a face auricular (articulação com o sacro, em forma de pavilhão de orelha). Na borda anterior está a espinha ilíaca antero-superior (sempre palpável), a espinha ilíaca antero-inferior(logo abaixo), a eminência iliopública (saliência até o pube, também chamada de ramo íleopúbico), a crista pectínea (pecten púbico) e o tubérculo púbico (acima da fase sinfisal). Na borda superior existe a espinha ilíaca póstero-superior (união da crista ilíaca com a borda anterior), a incisura isquiática maior, a espinha isquiática (contornada por feixe vásculo-nervoso (nervo pudendo) que se destina à genitália externa), a incisura isquiática menor e a tuberosidade isquiática (apoio quando sentamos). Na borda inferior temos o ramo ascendente do ísquio e o ramo descendente do pube. Coxa ​– 1 osso Fêmur É o maior osso longo do corpo. Possui uma face anterior e uma borda posterior. Anteriormente, na epífise proximal, encontra-se a cabeça (que se articula com o acetábulo), o colo, o trocânter maior (lateralmente), o trocânter menor (medialmente), a linha intertrocantérica (liga os dois trocânteres anteriormente). Fazendo parte da epífise distal, são encontrados o côndilo lateral, o côndilo medial e, posteriormente, a fossa intercondilar. Posteriormente, na epífise proximal, estão a crista intertrocantérica e a linha áspera, que se trifurca anteriormente e se bifurca posteriormente. Em idosos é frequente a descalcificação do colo do fêmur, provocando a fratura desse segmento. Perna​ ​– 2 ossos Tíbia Osso longo medial e o mais volumoso dos dois. Possui borda anterior e face posterior. Na epífise proximal, apresenta o côndilo lateral, o côndilo medial, a tuberosidade anterior da tíbia, o tubérculo intercondilar medial, o tubérculo intercondilar lateral. Na epífise distal está o maléolo medial, cuja face medial é palpável em toda sua extensão e anteriormente ao qual passa a veia safena magna. Fíbula É um osso fino e lateral, que apresenta na epífise proximal o ápice, a cabeça, o colo (estreitamento contornado pelo nervo fibular comum) e o maléolo lateral, por trás do qual passa a veia safena parva. Pé​: Ossos do tarso: ● Calcâneo; ● Cubóide; ● Tálus (articula-se com a tíbia e nele não se insere músculo algum); ● Navicular (adiante do tálus); ● Cuneiformes medial; ● Intermédio; ● Lateral. Ossos do metatarso São cinco, e na base do 5o metatarsiano articula-se o tendão do fibular curto, que numa lesão pode arrancar uma parte do osso. As bases são chamadas de epífises proximais e as cabeças são chamadas de epífises distais. Falanges – 14 Todos os dedos possuem três falanges, exceto o 1o, que possui apenas duas. As epífises proximais são as bases e as epífises distais das falanges proximais e médias são chamadas de cabeças. As epífises distais das falanges distais são as tuberosidades. Veias: O arco venoso dorsal se forma no dorso do pé e possui duas extremidades, uma medial e uma lateral. Da extremidade medial sai a veia safena magna, que passará por diant

Recently converted files (publicly available):