• Document: Despesas. Cálculos do BDI Benefícios e Despesas Indiretas
  • Size: 341.45 KB
  • Uploaded: 2019-02-13 17:19:10
  • Status: Successfully converted


Some snippets from your converted document:

5ª Aula Desenvolvimento do Tema: Despesas. Cálculos do BDI – Benefícios e Despesas Indiretas Os participantes poderão apresentar entendimentos e experiências com base em suas atividades cabendo ao professor os comentários pertinentes com destaque dos aspectos mais importantes. O Cálculo do BDI Trata-se de um trabalho importante, porém ingrato. Ingrato é o cálculo do valor total e também a sua distribuição horizontal pela prestação dos serviços. Se o cálculo dos custos da prestação dos serviços apresenta forma razoavelmente lógica, com composição até possível de conferência, o cálculo do BDI se apresenta extremamente complexo. Vejamos as possíveis formas de cálculo do BDI, além do método empírico, sem qualquer fundamento, utilizado por algumas empresas: - Método base balancete contábil (Vendas). - Método base mark – up (Custos). - Método Analítico puro. Cálculo do BDI: Método Base Balancete Contábil Trata-se do conhecimento do valor das despesas, e também do lucro, por meio da peça contábil denominada balancete, mensal ou anual, na qual as despesas estão discriminadas por natureza, conhecendo, portanto, a natureza e os respectivos valores acumulados, bem como o resultado obtido, lucro, prejuízo ou uma situação de equilíbrio das contas. Nas entidades regularmente estruturadas o balancete contábil estará mensalmente disponível revelando os valores mensais e também as acumulações progressivas. Os valores que compõem o BDI serão conhecidos, porém não a estrutura da entidade que deram origem aos valores. Assim, tais valores não permitem uma compreensão mais clara da sua representatividade, como no caso do método analítico puro, apesar de que os contadores apresentam, regra geral, os balancetes acompanhados de análises dos aspectos mais relevantes. É o método comumente utilizado. A atribuição de valores aos serviços/produtos, regra geral, se faz proporcionalmente às vendas. Ver exemplo de balancete a seguir. Cálculo do BDI: Método Base Mark - Up Conhecido o custo da prestação do serviço, a inclusão das despesas pode ser feita com base num resultado global baseado em balancete contábil que indicará a atribuição das despesas como um % de Mark-up junto com um percentual de lucro. Mark – up é uma técnica no campo dos estudos de economia, correspondente ao BDI e, basicamente, está representada na seguinte fórmula: Despesas + Lucro Desejado ----------------------------------------- X 100 = % de Mark – up Custo de prestação do serviço Assim, o percentual de mark – up será adicionado ao custo para obter o resultado pretendido. A base é o custo. Considerando que o balancete contábil contém os elementos necessários para a fórmula acima, o cálculo é muito simples, inclusive a discriminação da natureza de cada despesa. Ver exemplo de balancete a seguir demonstrando mark – up de 30%. EXEMPLO DE BALANCETE CONTÁBIL Contas Saldo Devedor Saldo Credor Caixa 10 Bancos 50 Contas a Receber 80 Máquinas e Equipamentos 20 Capital Social e Reservas 52 Fornecedores 60 Contas a Pagar 10 Receita de Serviços Prestados 303 Custo da prestação de serviços 233 Despesas (*) - Comerciais 16 -Administrativas 30 - Financeiras 5 - Tributárias 2 - Outras 3 Receitas Diversas 5 Resultado Lucro 19 Prejuízo - Totais dos saldos 449 449 (*) Neste exemplo as despesas estão agrupadas. Entretanto, nos balancetes são detalhadas por rubricas próprias. Cálculo do BDI: Taxa Média O Balancete revela os seguintes valores: Total das Vendas = $ 303 Total dos custos = $ 233 Total das Despesas = $ 56 Total das Receitas Diversas = $ 5 Despesas Líquidas + $ 51 Lucro = $ 19 Pela fórmula do Mark-up a taxa média seria 30,0 %: Despesas + Lucro Desejado ----------------------------------------- X 100 = % de Mark

Recently converted files (publicly available):