• Document: Lesão do Ligamento Cruzado Posterior (LCP)
  • Size: 594.68 KB
  • Uploaded: 2018-12-05 19:24:02
  • Status: Successfully converted


Some snippets from your converted document:

Lesão do Ligamento Cruzado Posterior (LCP) INTRODUÇÃO O ligamento cruzado posterior (LCP) é um dos ligamentos menos lesados do joelho. A compreensão dessa lesão e o desenvolvimento de novos tratamentos para esse ligamento são mais recentes que o outro ligamento cruzado do joelho, o ligamento cruzado anterior (LCA), provavelmente porque as lesões do LCP são muito menos comuns do que as do LCA. ANATOMIA Onde está localizado o LCP e o que ele faz? Ligamentos são faixas de tecido resistente que conectam a extremidades dos ossos, com a função de aumentar a estabilidade de uma articulação. O LCP está localizado na parte de trás do joelho. Ele conecta a parte de trás do fêmur (osso da coxa) a parte de trás da tíbia (osso da perna) atrás do LCA. O LCP é um estabilizador primário do joelho e o principal controlador de quanto a tíbia se move pra trás em relação ao fêmur. Se a tíbia se mover muito para trás, o LCP pode se romper. O LCP é constituído de duas faixas de tecido em forma de feixes. Uma parte do ligamento fica tensa quando o joelho é dobrado e a outra fica tensa quando o joelho é esticado. Isso explica porque o LCP as vezes é lesado junto com o LCA quando o joelho é forçado a esticar ou hiperextendido. www.movite.com.br Rua: Dona Adma Jafet nº 74 – CJ. 123 – Bela Vista – São Paulo T + 55 11 3256-1521 / 3254-1104 CAUSAS Como ocorre a lesão do LCP? O modo mais comum de se lesar o LCP é um trauma direto enquanto o joelho está fletido (dobrado). Como o LCP controla o quanto a tíbia se desloca para trás em relação ao fêmur, se a tíbia se deslocar muito ocorre lesão do LCP. Em alguns casos o LCP é lesado durante acidentes automobilísticos. Isso acontece, normalmente no banco do passageiro da frente, pois a pessoa durante o impacto atinge o painel com o joelho dobrado, bem abaixo da patela. Nessa situação, a tíbia é forcada para trás sob o fêmur lesando o LCP. O mesmo acontece se uma pessoa cai sobre o joelho dobrado. Novamente a tíbia é forçada para trás, estressando e possivelmente rasgando o LCP. Outras partes do joelho podem ser lesadas quando o joelho é violentamente hiperxtendido, mas os outros ligamentos geralmente são lesados antes do LCP. Esse tipo de lesão pode acontecer quando o joelho é forçado pela frente e o pé está firme no chão. SINTOMAS Qual o sintoma de uma lesão do LCP? Os sintomas podem variar. O LCP não está confinado dentro do joelho como o LCA. Diferente de uma lesão de LCA, o qual leva ao inchaço da articulação com sangue, a lesão de LCP não causa muito inchaço. A maior parte dos pacientes tem a sensação de dor e edema – inchaço. Os pacientes também relatam sensação de falseio e insegurança especialmente quando tentam mudar de direção. O joelho pode dar a impressão de deslizar. A dor e o inchaço moderado do trauma inicial geralmente desaparecem de 2 a 4 semanas., mas o joelho ainda permanece instável. Os sintomas de instabilidade e a incapacidade de confiar no joelho para apoio são importantes. Importante também é a decisão sobre os tratamentos disponíveis e a percepção que a instabilidade crônica pode levar a artrite. DIAGNÓSTICO Como o médico identifica o problema? A história e o exame físico são provavelmente as ferramentas mais importantes no diagnóstico de uma lesão completa ou parcial de LCP. Durante o exame físico o médico irá verificar o quanto a tíbia se move para trás em relação ao fêmur. Outros exames podem ser realizados para verificar a existência de lesões de outros ligamentos concomitantes. O médico pode solicitar radiografias do joelho para verificar a possibilidade de www.movite.com.br Rua: Dona Adma Jafet nº 74 – CJ. 123 – Bela Vista – São Paulo T + 55 11 3256-1521 / 3254-1104 fraturas associadas. Ligamentos e tendões não são visualizados nas radiografias. A ressonância magnética (RM) é provavelmente o mais apurado teste de imagem para diagnostico. A RM usa ondas magnéticas ao invés de raios X para mostrar os tecidos moles do corpo. Essa máquina cria imagens que parecem fatias do joelho. Essas imagens mostram a anatomia e sua lesões muito claramente. Esse exame não necessita de injeções ou contrastes e é indolor. Em alguns casos, a artroscopia pode ser usada para um diagnostico definitivo se houver duvida sobre o que causa o problema do joelho. A artroscopia é uma operação que envolve a inserção de uma pequena câmera de fibra óptica dentro da articulação do joelho permitindo o cirurgião ortopedista visualizar as estruturas dentro do joelho. A maior parte das lesões de LCP são diagnosticadas sem o uso desse tipo de procedimento, sendo ele reservado para o tratamento da lesão. TRATAMENTO Tratamento conservador O tratamento inicial para lesões de LCP é focado na diminuição da dor e do inchaço do joelho. Repouso e anti-

Recently converted files (publicly available):